Onça que participou do desfile da Tocha Olímpica em Manaus é morta após o evento


Um incidente marcou a passagem da Tocha Olímpica por Manaus (AM), nesta segunda-feira. A onça Juma, que pertence ao zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva e que acompanhou parte do desfile, acabou abatido após o evento.
Segundo o Comando Militar da Amazônia (CMA), o animal se soltou da coleira quando já estava de volta ao zoo. Um grupo de tratadores tentou o resgate com dados tranquilizantes, mas, mesmo sedada, a onça teria avançado sobre um dos veterinários e, atingida por um tiro de pistola, "veio a falecer", segundo nota oficial do CMA.


O comando militar já determinou abertura de processo administrativo para apurar os fatos. Durante o trajeto da Tocha, Juma chegou a ficar bem próximo a um dos participantes do revezamento. As informações são do Portal Amazônia.
Leia, a seguir, a nota na íntegra:
1. O Comando Militar da Amazônia (CMA) informa que, no dia 20 de junho de 2016, no final da manhã, uma onça veio a escapar no interior do Zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), que no momento do ocorrido se encontrava fechado, vazio e em segurança.
2. Uma equipe de militares composta de veterinários especializados no trato com o animal foi ao seu encontro para resgatá-la. O procedimento de captura foi realizado com disparo de tranquilizantes. O animal, mesmo atingido, deslocou-se na direção de um militar que estava no local. Como procedimento de segurança, visando a proteger a integridade física do militar e da equipe de tratadores, foi realizado um tiro de pistola no animal, que veio a falecer.
3. O Comando do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) já determinou abertura de processo administrativo para apurar os fatos.
Com informações do Jornal Extra

Compartilhe nas redes sociais: Facebook Twitter Google+